Corpo nas organizações

Vivemos um momento de grandes transformações na tecnologia, política, economia, meio ambiente e visões de mundo. Junto com isso, está nascendo uma nova maneira de se organizar, onde a ilusão de controle e o distanciamento entre pessoas está dando lugar a novos modelos de gestão, estrutura, tomada de decisão, abrindo espaço para mais horizontalidade, complexidade e humanidade para as organizações.

As práticas propostas pela Sofia dentro das organizações têm como base a escuta empática e o trabalho corporal, fazendo com que a assimilação seja mais profunda e eficaz. A partir do estado de presença e da conexão corpo-mente-coração, trabalham-se as relações intra, interpessoal e sistêmicas. As vivências propõem uma mudança de modelo mental, transicionando da lente mecanicista para a lente complexa. O trabalho é feito em parceria com outros facilitadores, convidados por Sofia a partir da demanda de cada organização.

São trabalhados temas como sense and respond (sentir e responder),  padrões emergentes, mudança sistêmica, modelo de gestão e governança, gestão de crise.

 

O trabalho desenvolve perspectiva, foco, coesão entre equipe, calma, respeito aos limites, cuidado, abertura para o desconhecido, criatividade, inovação e presença.